Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2021

O FATOR IGNORADO - Fábula de Ambrose Bierce

Imagem
  O FATOR IGNORADO Ambrose Bierce (1842 – 1914?) Tradução de Paulo Soriano     Um homem era dono de um belo cão. Depois de uma cuidadosa seleção, deu a ele uma companheira, da qual nasceram vários animais quase angelicais. O homem, tendo se apaixonado por sua empregada, casou-se com ela, produzindo uma ninhada de imbecis. — Ai de mim! — exclamou o homem, contemplando aquele funesto resultado. — Se eu tivesse escolhido a minha mulher com a metade do cuidado que dediquei à escolha da cadela, eu seria agora um pai orgulhoso e feliz! — Eu não teria tanta certeza disto — disse o cão, que escutara aquele choramingo. — Decerto, há enorme diferença entre a minha e a sua prole, mas arrisco a ufanar-me de que tal disparidade não se deve totalmente às mães. Você e eu não somos exatamente iguais.

A GASCOA E O REI - Giovanni Boccaccio

Imagem
A GASCOA E O REI Giovanni Boccaccio (1313 – 1375)   Durante o reinado do primeiro soberano de Chipre [1] , instalado naquela ilha depois que Godofredo de Bulhão [2] conquistou a Terra Santa, uma senhora da Gasconha foi, por devoção, a Jerusalém, para visitar o Santo Sepulcro. Ao retornar, passou por Chipre, onde alguns pilantras a insultaram e ultrajaram. Reclamou ao magistrado, mas, não encontrando nenhuma satisfação, resolveu levar a reclamação ao rei. Não faltaram pessoas que lhe dissessem que estava perdendo tempo, pois o príncipe era tão indolente e inspirava tão pouco receio em seus vassalos que não só deixava impunes os insultos alheios, como tolerava, jovialmente, aqueles dirigidos à sua pessoa. E isto a tal ponto que, se alguém estava descontente com ele, podia expressar, impunemente, e da forma mais desrespeitosa, o que sentia. Sabendo disso, a senhora, desesperada por vingança ao ultraje sofrido, se propôs a, pelo menos, zombar da indolência e covardia do rei. E ela aparece